Está se formando em Direito? Veja onde você pode atuar

Quem nunca se imaginou cursando Direito? De acordo com dados do Ministério de Educação, o Brasil possui 1755 cursos de Direito. Com mais de 800 mil alunos matriculados em diversas faculdades no país, o curso é a escolha mais popular entre os jovens brasileiros. Só na Ordem dos Advogados do Brasil, 1,1 milhão de pessoas estão com o cadastro regularizado. 

A popularidade do curso é totalmente justificável. O curso de Direito contém diversas áreas de atuação, e durante os cinco anos de formação, o aluno consegue experimentar as opções que a área oferece. Seja na advocacia, na defensoria ou na universidade, um bacharel tem um leque infinito de possibilidades no mercado de trabalho.  

Quer entender mais sobre as áreas de atuação?

  • Advogado

Como área mais popular do Direito, o advogado é responsável pela defesa das pessoas físicas e jurídicas. Com base nas leis do país, esse profissional representa e defende o interesse de seus clientes no tribunal. Existem diversas áreas que o advogado pode se especializar, como o direito civil, trabalhista, penal, previdenciário, ambiental, tributário, entre outros. 

Para se tornar um advogado, é necessário ser aprovado no Exame de Ordem Unificado, realizado anualmente pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O exame avalia, em duas fases, os conhecimentos dos candidatos para exercerem a advocacia no Brasil. Se aprovado, o candidato é inscrito na Ordem e é autorizado a trabalhar na área. 

  • Defensor público

A Constituição Brasileira garante que todo cidadão do país que não consegue contratar um advogado com seus próprios recursos tem direito de receber defesa jurídica. Para isso, existe o Defensor público: esse profissional é responsável por atender a população, prestar assistência jurídica e defender o direito dos cidadãos. 

O Defensor público deve ter registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e ter três anos de experiência como advogado. Após realizar essas etapas, é necessário prestar um concurso público.

  • Juiz/Magistrado

Talvez a área mais cobiçada do Direito, a magistratura soluciona conflitos, realiza audiências, sentencia réus e concilia questões judiciais. É possível ser um Juiz estadual, federal, eleitoral, militar e do trabalho. Para se tornar um juiz, não é necessário realizar o Exame de Ordem, mas deve-se prestar um concurso público e ser aprovado.

  • Delegado

Um delegado trabalha com a polícia no gerenciamento da delegacia e na supervisão e realização de investigações. Enquanto um delegado civil investiga os crimes de forma geral, o delegado federal combate crimes contra entidades públicas, seja em casos de corrupção, tráfico ou fraude. Não é necessário ter registro na OAB para prestar um concurso público dessa profissão. 

  • Promotor de Justiça

O Promotor de Justiça defende os interesses da sociedade em geral. Para isso, ele trabalha em conjunto com o Ministério Público e acompanha processos, fiscaliza e instaura inquéritos e denuncia os crimes à justiça. O promotor trabalha em todas as esferas do Direito e não precisa ter registro na OAB para se candidatar em um concurso público. No entanto, é necessário ter três anos de experiência em prática jurídica.

  • Procurador

O procurador trabalha com o Ministério Público e exerce seu cargo com a análise e execução de atividades jurídicas, ele trabalha em defesa do município, estado e união. O procurador estadual, por exemplo, trabalha com a revisão de decisões de primeira instância. Para essa profissão, é necessário ter registro na OAB e ser aprovado em um concurso público.

  • Diplomata

Como uma das profissões mais importantes dos últimos anos, o diplomata trabalha com a resolução de problemas e conflitos internacionais, além de representar o país em outras nações. Por mais que a diplomacia não seja uma área totalmente exclusiva do Direito, a maioria dos profissionais que exercem tais cargos são bacharéis em Direito. 

Todos os anos, o Itamaraty realiza o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD). Esse concurso seleciona aprovados para se matricularem no Curso de Formação de Diplomatas do Instituto Rio Branco e exercerem o cargo de terceiro-secretário da carreira de diplomata. 

  • Desembargador

Muito semelhante com o cargo de juiz, o desembargador atua em casos de segunda instância do Poder Judiciário. No entanto, não é possível se tornar um desembargador com apenas um concurso público: é necessário se destacar no Poder Judiciário e receber uma indicação ou nomeação. 

  • Área acadêmica

Além de defender e aplicar a lei, o bacharel em Direito também pode se tornar um professor universitário e trabalhar com pesquisa em uma universidade. Para isso, a maioria das universidades exige, além da graduação, o mestrado e o doutorado para a realização dos concursos de docência.

  • Empreendedor

Diferente do que se imagina, um bacharel em Direito também pode trabalhar com empreendedorismo. Esse profissional pode trabalhar no desenvolvimento de análises do mercado jurídico, de startups ou na criação de empresas de tecnologia e direito (as famosas lawtechs) que propõe soluções tecnológicas para questões legais. Um exemplo é a JusBrasil, uma startup que disponibiliza milhões de processos na internet de forma gratuita e também monetiza o envio rápido de notificações de processos e peças jurídicas.

E aí, se interessou pelo curso de Direito? A Faculdade Santo Antônio é destaque na área e está com inscrições abertas. O vestibular é gratuito e a prova deve ser agendada pelo site Vestibular Santo Antônio – Caçapava.

Vamos Conversar?